Arquivo do blog

Visualizações

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Os clubes cariocas e as suas marcas além das fronteiras brasileiras.

Flamengo e Fluminense se aproveitam do bom momento para fortalecer suas imagens fora do Brasil e gerar novos mercados internacionais.

O futebol carioca tem dado nos últimos meses demonstrações de que está voltando suas atenções para o mercado internacional. A volta de alguns dos maiores jogadores brasileiros para o nosso futebol, aliada à uma nova consciência que utiliza o marketing como peça fundamental nos clubes brasileiros, chama cada vez mais a atenção de torcedores e clientes do mundo inteiro. Durante sua participação na Taça Libertadores da América desse ano, o Fluminense desenvolveu ações de marketing nas partidas com mando de campo de seus adversários internacionais. Já o Flamengo, que conta com Ronaldinho Gaúcho, um dos maiores astros que optaram pelo caminho de volta, tem investido na simples exposição de sua camisa no corpo de personalidades de grande apelo midiático mundial.
Não é exatamente uma novidade, já que o rubro-negro se valeu dessa estratégia em muitas ocasiões há algum tempo. Nas décadas de 80 e 90, artistas como a cantora Madona, já foram premiados e vestiram a camisa do Flamengo nas suas passagens pelo Brasil. Em visitas a sedes de clubes europeus ou a líderes políticos importantes, o ex-presidente rubro-negro Márcio Braga não perdeu a oportunidade de colocar a camisa do Flamengo sob os holofotes. Tal prática ficou um pouco de lado com o relativo declínio dos resultados dentro de campo. Mas a presidente Patrícia Amorim tem mostrado que vai voltar a investir pesado nessa linha. Mais recentemente,o contemplado com o uniforme flamenguista em sua passagem pelo Brasil, foi o surfista Kelly Slater. O americano é um dos maiores esportistas da história de sua modalidade, tendo conquistado um total de dez campeonatos mundias e veio ao Brasil para participar do Rio Pro Surf, terceira etapa do circuito mundial deste ano. No dia 10 de Maio, véspera da competição, o surfista foi abordado pela equipe de marketing flamenguista e vestiu uma camisa personalizada com seu nome. Slater já havia vestido uma camisa do Flamengo em participação no programa Caldeirão do Huck. O apresentador Luciano Huck, levou ao Havaí um menino surfista de uma comunidade carente carioca para conhecer Kelly Slater, que acabou vestindo a camisa do clube pelo qual o garoto Naamã torcia.
Outro a receber a camisa do Flamengo em passagem pelo Brasil, foi o ator Vin Diesel. Personagem principal da série de filmes Velozes e Furiosos, Diesel estava no Brasil em Maio para promover o quinto longa da série, parcialmente gravado no Rio. 
Mesmo com o perfil atlético, o ator nunca foi muito ligado a área esportiva, mas a marca do Flamengo foi valorizada e levada a várias partes do mundo, o que é o objetivo desse tipo de ação. O caso mais claro dessa tentativa flamenguista foi a batalha para entregar ao Presidente Barack Obama um exemplar do manto rubro-negro. Obama recebeu sua camisa ao desembarcar de um helicóptero na sede da Gávea. Horas depois, em seu discurso no Teatro Municipal, comentou a partida entre Vasco e Botafogo que seria realizada naquela tarde, mostrando que veio para o Brasil sabendo que seria muito bem quisto pela população ao se relacionar com o futebol.
Seguindo a lógica de internacionalização da marca, o Fluminense criou três ações de marketing interessantes em sua participação na Libertadores deste ano. Em seu segundo compromisso fora do país, no jogo contra o Nacional, o Fluminense homenageou uma torcida organizada criada além das fronteiras brasileiras, a Fluruguay. Fundada por uruguaios, a torcida conta com tricolores de 8 cidades, num total de 120 integrantes. Todos receberam kits e camisas personalizadas do departamento de marketing do clube, na presença do presidente Pieter Siemsen. Já na última partida da fase de grupos fora de casa, contra o Argentinos Jrs, o meia Conca foi levado à sua escola de infância. Lá recebeu homenagens da diretoria do Fluminense, que também premiou a mãe do atleta, além de mais 3 treinadores e 2 professoras de Conca. Esse contato do ídolo com suas raízes ultrapassou a eficiência na internacionalização da marca Fluminense, já que também gerou resultados na identificação do meia com o clube. Tanto que o jogador retribui o carinho ainda na escola, recomendando aos alunos que treinem para serem grandes jogadores e joguem no Fluminense um dia.
Depois de classificado para a fase seguinte da Taça Libertadores, o Fluminense deu continuidade ao projeto “Tricolor em Toda Terra” com uma ação que privilegiou sua torcida. No jogo contra o paraguaio Libertad, um avião fretado levou 110 torcedores para a partida. Além das passagens de ida e volta e dos ingressos para o jogo, o torcedor que comprou o pacote por R$ 1.600,00, jantou em uma churrascaria em solo uruguaio indicada pelo grande astro do pacote, o ex jogador tricolor Romerito. Autor do gol que deu ao Fluminense o título de campeão brasileiro em 1984, o paraguaio Don Romero acompanhou a torcida no vôo tricolor e distribui autógrafos em camisas personalizadas feitas pelo departamento de marketing. Mais uma vez o Fluminense acertou em cheio e foi além do objetivo inicial, já que criou um vínculo produtivo com uma fatia muito importante de sua torcida. Além desse seleto grupo de tricolores mais abastados, outros tantos de classes sociais diferentes já sonham em participar de evento parecido.
Tanto a iniciativa tricolor quanto a preocupação do Flamengo em internacionalizar sua marca, sugerem um princípio de uma nova mentalidade em relação aos torcedores do mundo inteiro que admiram o nosso futebol. Como foi divulgado por toda imprensa esportiva, o Campeonato Braisleiro de 2011, terá jogos aos sábados pela noite. A justificativa para tal alteração, é a melhor adaptação de horários para o mercado árabe, que começa a dar indícios de que deseja investir um pouco de seu dinheiro para ver os jogos do brasileirão. Ações como essas devem ser tratadas com mais prioridade, caso contrário os clubes cariocas não conseguiram aproveitar os novos tempos de um futebol brasileiro de mais qualidade e estabilidade financeira.
Por Hebert Soares
Equipe RIVERMKT

0 comentários:

About Me

Minha foto
River MKT
Tem por objetivo revitalizar e promover a imagem de pessoas físicas e jurídicas, através de técnicas altamente inovadoras, já utilizadas com sucesso no exterior e ainda recentes no Brasil. Nossa missão é gerar visibilidade a ações de pessoas físicas e jurídicas, através de técnicas integradas de Marketing e Comunicação.
Visualizar meu perfil completo
Ocorreu um erro neste gadget